Capítulos de livros

Acesso aberto aos Capítulos de Livros publicados pelos integrantes do LaboMídia em 2013.

Documentos

Ordenar por : Nome | Data | Acessos [ Descendente ]

 Educação física e saúde: por que ampliar o con­ceito Educação física e saúde: por que ampliar o con­ceito

hot!
Adicionado em: 17/09/2013
Date modified: 19/09/2013
Tamanho: 234.73 kB
Downloads: 879

MEZZAROBA, Cristiano; Et al. Educação física e saúde: por que ampliar o con­ceito e pensar em novas possibilidades pedagógi­cas? reflexões a partir de experiências com a saúde coletiva e salutogenia. In: DANTAS JUNIOR, Hamilcar Silveira et al. Educação Física, esporte e sociedade: temas emergentes. vol. 6. São Cristóvão: Editora da UFS, p. 99-119, 2013. 

RESUMO

 Neste texto buscamos apresentar a experiência partilhada entre acadêmicos e professores do curso de Educação Física Licenciatura na realização da oficina “Saúde, Mídia e Educação Física” oferecida pelo Grupo LaboMídia/UFS na IX Semana de Educação Física promovida pelo Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe, ocorrida em abril de 2012.

A utilização do livro didático na educação física escolar. A utilização do livro didático na educação física escolar.

hot!
Adicionado em: 19/09/2013
Date modified: 19/09/2013
Tamanho: 269.51 kB
Downloads: 763

OLIVEIRA, Russel Petresson Bezerra; MEZZAROBA, Cristiano A utilização do livro didático na educação física escolar no ensino médio: um estudo de caso. In: DANTAS JUNIOR, Hamilcar Silveira et al. Educação Física, esporte e sociedade: temas emergentes. vol. 6. São Cristóvão: Editora da UFS, p. 141-159, 2013. 

RESUMO:

  Ao longo dos anos têm sido discutido se a Educação Física (EF) tem realmente importância no âmbito escolar, o que a le­gitima na escola, se ela é uma ciência ou não, qual o seu objeto de estudos (VAGO, 1997; CASTELLANI FILHO, 1998; DARIDO, 1999; KUNZ, 2002; BRACHT, 2003; BETTI, 2005; BRACHT e GONZÁLEZ, 2005). Com a aprovação da nova LDB (Lei de Dire­trizes e Bases da Educação Nacional), Lei nº 9.394, de 20/12/1996 a EF passou a ser normatizada e legalizada, sendo contemplada no artigo 26, § 3º, onde consta que “a educação física é um com­ponente curricular obrigatório da Educação Básica, e deve ser in­tegrada à proposta pedagógica da escola e ajustar-se às faixas e às condições da população escolar, sendo facultativo nos cursos noturnos”.

Educação física e mídia: o que eu posso fazer na escola? Educação física e mídia: o que eu posso fazer na escola?

hot!
Adicionado em: 17/09/2013
Date modified: 17/09/2013
Tamanho: 439.04 kB
Downloads: 731

QUARANTA, André Marsiglia; Et al. Educação física e mídia: o que eu posso fazer na escola?  In: DANTAS JUNIOR, Hamilcar Silveira et al. Educação Física, esporte e sociedade: temas emergentes. vol. 6. São Cristóvão: Editora da UFS, p. 175-189, 2013.

RESUMO: 

 O presente texto trata de um relato de experiência desen­volvido a partir da oficina, correspondente homônimo, realizada na IX Semana de Educação Física (DEF/UFS) no período de 10 a 13 de abril de 2012. Elaborada sob a responsabilidade do Laboratório e Obser­vatório da Mídia Esportiva1 do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe (LABOMÍDIA/DEF/UFS), esta oficina teve uma carga horária de 08 (oito) horas, dividida em 02 (dois) dias e contou com a participação de 15 (quinze) acadêmi­cos tanto da própria UFS como também do curso de Licenciatura em Educação Física da  Universidade Tiradentes, localizada na cidade de Aracaju-SE

Indústria Cultural, Esporte e Mídia Indústria Cultural, Esporte e Mídia

hot!
Adicionado em: 12/09/2013
Date modified: 19/09/2013
Tamanho: 285.04 kB
Downloads: 2469

RIBEIRO, Sérgio Dorenski Dantas; PIRES, Giovani de Lorenzi. Indústria Cultural, Esporte e Mídia: faces ocultas do poder simbólico. In: DANTAS JUNIOR, Hamilcar Silveira et al. Educação Física, esporte e sociedade: temas emergentes. vol. 6. São Cristóvão: Editora da UFS, p. 64-97, 2013. 

RESUMO

Com o advento das Tecnologias de Informação e Comunicação (Tic´s), as relações e o ritmo de vida do homem contemporâneo mudaram. Encurtaram-se as distâncias e as multipossibilidades de comunicação entre as pessoas se ampliaram. Isso se transformou num verdadeiro tsunami de ofertas e perspectivas. A Educação passou a incorporar as Tic´s no processo ensino/aprendizagem de modo intenso numa ida sem volta.

Possíveis contribuições do pensamento de Jürgen Habermas para a inserção das TICs na formação de professores Possíveis contribuições do pensamento de Jürgen Habermas para a inserção das TICs na formação de professores

hot!
Adicionado em: 06/10/2015
Date modified: 06/10/2015
Tamanho: 88.24 kB
Downloads: 292

Bianchi, P. Possíveis contribuições do pensamento de Jürgen Habermas para a inserção das TICs na formação de professores: notas de leituras. P. 167-185. In: DA Silveira, M.I.C.M. e Bianchi, P. (Orgs). Núcleo Interdisciplinar de Educação: articulações de contexto e saberes nos (per)cursos de licenciaturas da Unipampa. Florianópolis: Tribo da Ilha, 2013.

RESUMO

Na sociedade contemporânea, é inegável a íntima presença das tecnologias de informação e comunicação (TICs) na vida das pessoas. A relação com os aparatos tecnológicos e midiáticos se intensificou nas últimas décadas e as suas implicações têm provocado alterações nas mais diferentes esferas da vida humana, inclusive no campo educacional. Atualmente, as TICs não são apenas suportes que usamos para transferir ou armazenar informações, seu papel vai além, repercutindo na própria concepção de ser humano e de sociedade, conforme aponta Porto (2012) “[...] elas interferem no modo de pensar, sentir e agir das pessoas. O modo como os sujeitos se relacionam socialmente e adquirem conhecimento hoje em dia tem a ver com as tecnologias de que eles dispõem em sua vida” (p. 191).